quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Pratos práticos para o natal - soja agridoce com cogumelos

Começamos uma série de receitas veganas para o natal e ano novo! E com elas, dicas para seu natal não ser como o da maioria, um corre corre chato e que só desperta ansiedade em crianças e adultos. Não espere pratos elaborados, nem bebidas chics, pois há um pequeno detalhe: Não sei cozinhar! Mas se você gosta do blog e quiser arriscar, aí vai.
Soja agridoce feita a quatro mãos.
Essa receita é prática, mas precisa de um pouco de treino para ficar cada vez mais saborosa.
Primeiramente refogue a cebola com azeite. Pode colocar alho, fica a critério de cada um. Fiz com o que tinha em casa.
 Usei pimentões orgânicos da horta da minha mãe e açafrão da terra orgânico.
 Uso sempre o shoyu orgânico, mas dessa vez não deu. Leia sempre os rótulos dos molhos, pois alguns, além do glutamato monossódico, que causa entre outros problemas, dor de cabeça, alguns ainda possuem caldo de carne. Esse não tem nada disso.
 Temperos diversos, aqui usei azeite de oliva italiano. Não compro mais azeite português, nem espanhol, pois mesmo em crise, estes países investem grana pesada em touradas e outras barbáries. Temos esse cuidado. Não podemos fazer tudo, mas tudo o que fizemos é com reflexão.
 É mais fácil de lavar essa 'tábua' de legumes de vidro, mas pode usar o de madeira também. A tábua de carne é que deve ter muitas bactérias, mas as de legumes, lavando com bastante higiene, não tem tanto problema.Dica rápida: sempre coloque os utensílios de madeira para secar no Sol forte, antes de reutilizar. Lave com água quente e sempre que possível.
 Vá refogando os legumes com azeite quente, em pouca quantidade.
 A soja, previamente hidratada (lave bem antes, por favor), foi espremida para tirar o excesso de água e foi jogada na panela. Há modos de tratamento para tirar o gosto forte da soja, mas eu gosto assim mesmo. Alguns usam gengibre, limão e outros... tá valendo.
 Aí é só ir mexendo com cuidado, fizemos isso eu e meu marido.
 Um pouco de sal, meu marido é que lembra. Eu faço tudo sem sal. Porque me esqueço mesmo.
 A hora de colocar muito shoyu. O segredo desse prato é os temperos e o tempo de refogado, quanto mais, melhor.
 Refogar os legumes com vinagre também é uma dica super legal do marido. Eu lembrei de por vinagre de maçã bem depois, mas também fica bom. O vinagre é inflamável, então, não vá se empolgar! Cuidado no manuseio...
 Agora é só ir colocando os ingredientes. Que prato fácil de fazer!

 O azeite dá um sabor a mais na soja, vá colocando durante o preparo. Não pire com isso, por favor. Esse prato é para se fazer de vez em quando, não tem nada de mais se tiver um pouco de azeite.

 Temperos como o adobo, chimichurri, podem ser usados sem medo.
 O açafrão da terra em raiz é melhor, pois conserva as propriedades medicinais da planta. Corte bem fininho, muito fininho mesmo...
 Vá cortando os champignons, use outros cogumelos também. Ou não coloque nenhum, se preferir.

 Vá mexendo mais um pouco. Parece demorado, mas o prato é muito rápido.
 Aqui já está pronto.
Para acompanhamento, chá gelado de abacaxi. Arroz branco e só.

Um comentário:

  1. Amoooooooooooooooooo este tipo de almoço(jantar),amo e isto se deve exclusivamente a você,não sei em que momento me abriu os olhos,carne não me apetece mais.
    Ontem fui ao supermercado e procurei até me cansar a tal carne de soja,mas a que achei tinha que colocar carne moida,então não entendi.
    Queria aquela carne de soja que sobstitue a carne,talvez assim fique mais fácil Maitê se acostumar,se ela começar de pequenininha nem vai sentir a diferença.
    Adorei a receita e vou fazer com certeza,pra mim faltam apenas os cogumelos e o Shoyo.
    Bjs
    Deusa

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...