domingo, 15 de junho de 2014

As três mulheres - em defesa de dois meninos - uma caminhada na Redenção

Elas iam descendo a rua, e eu fiz o sinal para o ônibus. Achei que pegariam este. Não pegaram.
Eu estava ouvindo Legião Urbana, e aquela música linda que tem a frase "Ter bondade é ter coragem".
Depois elas me perguntaram sobre um ônibus que era exatamente o que eu pegaria. Não deu tempo de avisá-las que o ônibus já estava vindo, pois elas já estavam de saída. Eu já estava dentro do ônibus e elas me abanaram.
Fui passear no BrechóCão que estava acontecendo no Brique da Redenção. Conversei com protetoras e protetores, ativistas que ajudam animais, que encaram a coragem de frente.
Na volta para casa encontrei as três mulheres na parada de ônibus. Eu não as reconheci. O que vi antes foi uns cartazes com dizeres sobre uns meninos e me interessei. Ia já perguntar sobre o que era. Pois se é sobre ajudar um ser humano, se é sobre justiça, já quero saber, já quero ajudar. Pois o que é injusto me fere.

Me sinto ferida quando alguém é injustiçado. Não por que poderia ser comigo. Não. Mas por que foi com aquela pessoa.
Não ajudo por que penso em 'recompensa' depois da morte. Estou pouco me importando com o depois, pois não creio em nada. Ajudo por ativismo. Por revolta. Por achar que é minha obrigação, a única coisa que importa mesmo nessa Terra, é fazer algo.
Acho mais bonito ajudar por revolta do que por esperar algo em troca, mesmo que seja um reconhecimento de seu Deus e religião.
As mulheres me reconheceram, uma delas veio na minha direção e me agradeceu por eu ter avisado sobre o ônibus, me contou que elas estavam num protesto contra a morte do menino Bernardo Boldrini e estavam representando o Movimento contra a violência doméstica infantil Diogo Nascente.
Nos encontramos por coisas em comum. Essa senhora ajuda muitas causas, ajuda pessoas, crianças, entidades e adora teatro! Eu ajudo animais, ajudo pessoas, não gosto muito de teatro, mas amo a cultura como um todo e adoro ler e escrever. Gostei muito delas, trocamos telefones e descobrimos que até moramos perto.
O mundo é muito pequeno e hoje fui ouvindo Legião Urbana e pensando sempre nas letras, pois fiquei anos sem ouvir suas músicas.
Duas frases para hoje, e muitas mais para outros dias.
 " É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar, na verdade não há." E "Lá em casa tem um poço, mas a água é muito limpa."
Vou colocando um pé na água, com coragem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...