domingo, 7 de junho de 2015

A pequena ciclista - por que amo andar a pé

Nas minhas caminhadas pela cidade, porque não tenho bicicleta - nem quero ter, encontrei essa Moranguinho.
Essa singela surpresa foi deixada por alguém, uma criança por certo, numa parada de ônibus.
Costumo caminhar regularmente pela cidade, e caminho muito mesmo, mais do que qualquer pessoa que eu conheça, sem sombra de dúvidas. Só meu marido me acompanha e caminha tanto quanto eu.
Não tenho carro, não tenho bicicleta e ando pouco de ônibus, só o básico e obviamente necessário. Taxi, quando o ônibus e a lotação não é possível, nos caminhos perigosos.

Meu negócio é andar à pé.
E, acredita que já tem gente enchendo por causa disso? Tipo, por que você não tem uma bicicleta_heim???
Sei lá amigo, talvez eu não queira ter, só isso.
De qualquer forma, não sou louca de andar no trânsito idiota desta cidade.

Hoje mesmo, num ponto muito famoso, diversos carros passaram no sinal vermelho e num local onde já era proibido dobrar, bem em cima da faixa de pedestre e da faixa de ciclista. Fiquei com o braço levantado para todos aqueles motoristas escrotos, apontando para o semáforo.

Isso resume o Brasil:
Um monte de pedestres esperando o sinal ficar verde, e ninguém se presta de apertar o botão de pedestres, esperam o papai noel. Esperam o Estado, a presidência. Patéticos, manadas comandadas por chefes doentios.
Os motoristas são grosseiros, bebem, ultrapassam o sinal, ou seja - são tão corruptos quanto aqueles que adoram criticar em seus discursos de direita, classe média - fazem aquele papel de quem "tem direito de ter um carro e pagar barato pela gasolina". Todos vão se traindo mutuamente, ninguém se ajuda, e no final você se sente num monte de lixo. Você não confia nem em atravessar a rua. Você não pode confiar num país em que até ônibus e ciclistas, passam o sinal.

É trouxa estacionando em vagas especiais, é babaca passando a toda velocidade (já disse que não é só carrão), é gente trancando animais dentro dos carros, é estúpido por todos os lados.

E eu, nas minhas caminhadas, encontro uma bonequinha, que vem lá dos tempos da minha infância, pois eu sempre quis ter uma moranguinho.
E assim, vestida de ciclista, ou seria skatista?

O fato é que andar a pé, uma coisa normal e banal, parece mesmo uma coisa tão "subversiva" a ponto de até magrão vir te questionar e te incomodar para você comprar uma bike e ser como ele(a).
Acho interessante andar de bicicleta, mas como lazer. No dia a dia, meu trabalho e minha vida é nos tênis e nas pernas, que aliás, estão muito bem.

Alguma vez eu poderia ter alguma liberdade de escolha ou devo sempre ter de obedecer a algum grupo, seita ou país?

Um comentário:

  1. Que fofa esta moranguinho, também sonhava com uma infância, era uma coisa muito cara, e eu já entendia que não ganharia, mas achava linda!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...