segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Presentes bem vindos alegram meu dia!


A melhor sensação de todas é abrir uma caixa recebida pelo Correio! Mas também é muito bom enviá-la.
Quando é inesperado, quando já esperamos, quando são presentes, ou aqueles livros comprados com tanto carinho, daquele escritor que amamos, a surpresa se torna um grande encontro! Eu simplesmente não vivo sem Correios!!!

Sim, gente, escrevo cartas a mão mesmo! E agora estou escrevendo em papéis de carta antigos. Vou fazer algumas fotos deles.

Minha amiga Maria Helena Sleutjes é uma escritora, e como tal, tem esse gosto refinado, manda essas coisas delicadas, dos lugares por onde ela viaja, lembranças das cidades, livros interessantes, e muita coisa para contar! Ela também escreve cartas,  livros, e poesias.

Os cartões contam por si, suas mensagens poesias, os traços, tudo dizem algo bonito...

Eu uso todos como marcadores de páginas de livros.

Este é um livro lindo de poesias, você pode ler mais sobre ele nesta postagem especial que eu fiz, neste link aqui: http://desobedienciavegana.blogspot.com.br/2014/11/presentes-de-amiga-po-de-lua.html

Ímãs de geladeiras do Rio de Janeiro antigo. Colei num quadrinho de metal.

Adorei este caderno, eu amo lápis. Até comprei uma borracha para acompanhar. Já está sendo usado, cheio de textos, pois vou pegando pela casa e anotando minhas fagulhas de textos, lapsos de memórias, fragmentos de poemas... tem cadernos pela casa inteira, mas... como é bom escrever de lápis!!!!

Sempre autorizei meus alunos a escreverem de lápis, o quanto quisessem, é o máximo da suavidade... e se pode apagar o quanto quiser. A escrita efêmera, sujeita ao erro. E livre! O cinza, o cheiro da madeira... tudo é poesia nestes cadernos de papel, lápis e borracha... mas eu gosto das borrachas macias, esfarelentas, não daquelas duras com perfume. Isso era coisa de rico, lá na escola onde estudei...

Papéis interessantes sobre eventos locais. E um jornal com um texto da Maria Helena Sleutjes sobre a biblioteca de Murilo Mendes.

A caixinha o Bob adorou, pois veio com um perfume super bom...

Como todo gato, ele entrou dentro da caixa, claro! Maria Helena, muito obrigada pelo carinho!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...