domingo, 17 de agosto de 2014

A religião e a BESTA humana

Contribuição do escritor Ezio Flavio Bazzo

Campanha contra a carnificina de Gadhimai, o ‘festival’ religioso onde se massacra 500.000 animais
http://www.publico.es/actualidad/538615/campana-contra-la-carniceria-de-gadhimai-el-festival-donde-se-mata-a-500-000-animales
Búfalos, cabras, cordeiros, pombos e todos os animais que estejam ao alcance das mãos desses crentes fanáticos são mutilados ou executados a cada cinco anos no Festival Gadhimai, de Nepal; o ritual religioso com animais mais sangrento do mundo.
Durante todo o mês de novembro de 2014, Bariyarpur, ao sul do país asiático, será o cenário de uma nova carnificina em que 500.000 animais serão executados em honra da deusa hindu que dá nome ao evento; um acontecimento para o qual estarão reunidas cerca de cinco milhões de pessoas que consumirão bebidas alcoólicas e executarão os animais a golpes de facas e facões.
Existem no mundo muitos outros festivais religiosos com sacrifícios de animais, mas este é o mais sangrento de todos, no qual mais animais são mortos, denuncia ao jornal Público (da Espanha) Javier Moreno, cofundador de Igualdade Animal, lembrando que o festival "tem longa tradição", e que na última “celebração”, em 2009, executaram 200.000 animais, em um evento em que o próprio Governo nepalês destinou fundos públicos.
Para evitar a continuação desta barbárie, Igualdade Animal e a organização Last Chance For Animals lançaram esta quarta-feira (13 de agosto de 2014) uma campanha mundial na qual exigem ao Governo do Nepal que tome alguma medida sobre o assunto. Até a meia-noite de terça-feira já haviam conseguido mais de 8.100 firmas, que pretendem usar como elemento de pressão enquanto se aprofundam em seus contatos com as autoridades do Nepal. Não é que as conversações sejam esperançosas, mas, pelo menos, desta vez, estão nos escutando, afirma Moreno.
O cofundador de Igualdade Animal insiste em que a organização "respeita a liberdade religiosa", mas tenta evitar por todos os meios este novo massacre que se baseia "na justificativa da tradição"... Ele lembra ainda, que a petição oferece outras alternativas "como oferecer um pouco de sangre à deusa, algo que não implique uma tamanha matança de animais".
Matar animais para, supostamente, conseguir saúde e prosperidade
"Os participantes acreditam (como todos os crentes) que matar estes animais trará a eles saúde e prosperidade. A cerimônia começa com os impiedosos esfaqueamentos dos búfalos, nas patas traseiras, para depois decapitá-los. Tudo isto feito diante de crianças, que presenciam o massacre.", relata Moreno.
Os animais - que posteriormente servirão de alimento - são comprados em diversas localidades, e muitos são transportados desde municípios distantes, em péssimas condições, para depois assistir a sua própria execução.
A campanha saiu à luz esta quarta-feira em oito países (entre eles Índia e EUA) com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre este tipo de práticas tão bárbaras, que a cada ano tiram as vidas de milhares de animais em todo o planeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...