quinta-feira, 5 de junho de 2014

Um chá para temperar o feijão - alternativa vegana

China Tarry Lapsang Souchong é um chá proveniente da região de Wuyi, província de Fujian.
Ele pode ser considerado o primeiro chá preto do mundo. Segundo as fontes em que pesquisei.
O seu cheiro de fumaça é por que ele é secado em folhas de madeira de pinho.
A lenda conta que por volta do começo do século 17, quando um exército acampou perto de uma fábrica de chá que estava a secar, as folhas tiveram que ser movidas às pressas. Quando os trabalhadores retornaram ao trabalho, acenderam folhas de pinho para acelerar o processo de secagem e o chá chegou ao mercado com esse sabor, agradando o paladar.
A verdadeira história é que o chá verde de Fujian, que era exportado para a Europa e América, no século 17, perdia a qualidade pelo tempo demorado de viagem. Os produtores desenvolveram um método de secagem para que o chá durasse por mais tempo. Nesse processo, eram usados fornos a lenha, e a lenha era justamente esses pinheiros, que eram nativos dessa região. Uma certa quantidade de fumaça foi absorvida por esse chá.
Os holandeses, em 1604, consideravam esse chá um poderoso medicamento. Ele era vendido em farmácia.
A portuguesa Catherine, a princesa, foi quem levou esse chá até a Inglaterra, em 1662.
Souchong, é o nome de uma das melhores árvores de chá da área rochosa da montanha Wuyi.
O vendedor que me atendeu na Tea Shop me conta que ele é usado, além do chá, para temperar.
O aroma dele é incrível. Experimentei no feijão também e ele deixou o feijão com um cheiro super gostoso. Se espalhou pela casa inteira.
 O gosto do chá lembra um chá preparado no fogão a lenha, bem em cima da fumaça. E é super gostoso.
 Enquanto o preparava na chaleira, ele leva 4 minutos,  fui fotografando o meu cantinho do chá, que vivo mudando.

enfeites comprados em brechós de protetores de animais, apetrechos que ganhei de amigos... muitos chás.
Na primeira servida o chá fica suave, na segunda xícara, ele fica mais forte. E eu prefiro chás bem fortes. Mas fiz a foto dos dois, para exemplo.


O chá depois de alguns minutos.
O origami que minha amiga me deu, uso para tapar a chaleira...

Observação sobre a defumação:
O defumado não é uma propriedade da indústria ou da pecuária, não é propriedade de ninguém.
Esse processo do preparo do chá é super antigo, como foi lido e pesquisado. É apenas fumaça.
Não tem qualquer implicação para a saúde, pois o chá é usado em quantidades mínimas. Portanto, já sabendo daquele papo de que fumaça faz mal. Não faz, se usado da maneira como deve ser, como tempero, como chá.
O que faz mal, no caso dos embutidos, da parafernália de produtos de origem animal, são a fumaça consumida em excesso, mais os aditivos, mais todo o templo da carne/derivados, onde as pessoas comparecem o dia inteiro (café, almoço, café da tarde e jantar) e portanto, lá mesmo buscam seus problemas não só em saúde, mas políticos e sociais.
Não sou vegana por saúde. O veganismo te dá uma saúde perfeita, em qualquer fase da vida e eu comprovo isso em mim, mas eu sou vegana pelos animais.
Eu, que sou tomadora de chá por hobby, por opção e por puro gosto, tenho minha saúde em perfeito estado. Não falo por ninguém, não entendo de saúde, não sou médica nem nutricionista. Não sou louca de dizer que alguém deva obedecer o que digo. Não dou palpite, coisa que todo mundo vem me dar. Mas tenho aqui em casa mais de 15 folhas de exames, resultados perfeitos. Fiz esses dias. Tomo em torno de sete a dez xícaras de chá por dia, tranquilito. Tomo chá a noite, chá quente no verão, não tem regra alguma.
Tem dias que não tomo nenhum chá e dias que tomo café. Tem dias que só tomo água.

Um comentário:

  1. Queria mesmo algo desse um gostinho defumado no feijão, obrigada pela dica! Sobre os chás, sempre gostei mas só agora comecei a provar chá de verdade, até pesquiso um pouco sobre eles, mas aceito dicas tuas de lugares e fontes de pesquisa sobre eles. Beijos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...