sábado, 14 de junho de 2014

Aborto Elétrico

Esses dias ouvi um grupo de feministas cantoras, com um nome até bem menos chocante que este, mas as letras e o nome gerou contorções e caras de espantos, teve até jornalistas demitidos. E isso aconteceu nos dias de hoje!
...
O Aborto Elétrico foi a primeira banda do Renato Russo. Uma banda punk de Brasília. Aquela cidade onde nada acontece. Muitas bandas ótimas saíram de lá.
E isso aconteceu naquela época!
...
Letras lindas, sensíveis, vindas da mente de um adolescente. Um som pesado, forte, para quebrar com tudo e acabar com aquele tédio!
Estou lendo sua biografia.
A vida de Renato Russo não pode ser contada sem que se conte também a história de Brasília e do país, por isso o livro é muito interessante.
Pois hoje eu vi o filme Somos Tão Jovens, com meu marido.
http://www.youtube.com/watch?v=2QOOvy3MQfU
O filme é super legal. Emocionante, contou um pouco sobre a vida daquele que seria o gênio sensível, o irmão mais velho, como muita gente assim o considera, pois uma geração de jovens é fã de suas músicas e o seguia.
Eu vou confessar (mais) uma coisa.
Fiquei tão profundamente triste com a morte dele que por alguns bons anos não pude ouvir mais os discos.
Ouvia uma música aqui e outra ali. Ouvia um CD e parava. Ficava uma semana com as músicas na cabeça.
Depois de sua morte fiquei muito tempo sem ler coisas sobre ele.
O solo em italiano Equilíbrio Distante me faz chorar do começo ao fim. É simplesmente a voz perfeita para músicas tristes e sensíveis. E o solo em inglês The Stonewall Celebration Concert mostra toda a potência vocal. No CD há um encarte com endereços de ONGs de Direitos Humanos para as pessoas buscarem ajuda.
Ganhei o CD Trovador Solitário como presente de noivado. Esse CD foi o período em que ele cantou sozinho. O produtor e pesquisador musical Marcelo Fróes, juntou esse material caseiro de 1982. Tenho toda sua discografia. Ganhei um livro de entrevistas, de um colega de trabalho, há muito tempo. Uma pessoa simples, mas que percebeu, na época, como eu era apaixonada pelo Renato. Eu era tão apaixonada, que de tão infantil, queria me casar com ele! Dessa paixão infantil e verdadeira, nasceu o amor e admiração.
Eu voltei a ouvir sua voz. Vi o filme, comecei a ler o livro. Vou contando aqui no blog minhas considerações.
E espero que todos possam ler o livro também. Mas acima de tudo, possam ouvir Legião Urbana!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...