terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Meu amor amigo

Um poema feito lado a lado, de um amigo para o outro.
Eu fui lendo e, ao fim descobri uma grata surpresa...
A poeta, ela mesma era ele. Os dois eram um só.
 E, no fim das contas, diante do espelho, sempre vemos o amor do amigo. Sempre vemos a alma dele, estava ali, escondida o tempo todo.

Um amigo é sempre a sombra do outro. Um amor é sempre a sombra da morte.
 Eles nunca se separaram, nunca morreram, levam-se um ao outro em palavras esquecidas.
Na poesia a palavra amictia faz a trama, entrelaça os destinos.
O mar segue batendo,  a amiga ama o amigo. O amor fere o coração ferino.
O livro que acabei de ler hoje é um livro de poemas da amiga poeta e escritora Maria Helena Sleutjes.
É um livro de poemas de amor escritos por Animus e Anima.
Quem ama sabe que o amor é uma forma de amizade admirável, intensa e sem fim. Nos acompanha pela vida afora. Nosso amado amigo é um fantasma eterno. Nos ensina que viver é ser absolutamente fiel ao que nos propomos.
Ellen Augusta

3 comentários:

  1. Uau!! Que coisa mais linda você escreveu sobre o meu livro! Você o captou completamente! A beleza do amor consiste justamente neste diálogo interno que o outro nos possibilita de forma intensa e assustadoramente verdadeira. Este amor da alma que o tempo não destrói. Mil beijos

    ResponderExcluir
  2. Querida, adoro ler o que escreves aqui, mas também as imagens que coloca em suas postagens me encantam. Grande abraçoi.

    ResponderExcluir
  3. Li, reli, me emocionei, fiquei feliz, fiquei muito grata a você, querida amiga, pelo gesto delicado, poético e cheio da mais pura amorização. Que bom que você existe! Bjos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...