quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Senhora do mar

Seu anel perolado
encontrei entre o mar
és uma senhora sentada, tão triste a pensar
Com um esqueleto ao colo, de tanto tempo a sonhar.
O mar é o velho de casa, é meu corpo, está em mim o tempo todo.
Estou perdida, entre as ondas - trago tranquila, a dor que outrora foi minha.
Entrego a ti, querida, todo o meu olhar. Espanta-me, vida e morte estão em tuas profundezas.
Ellen Augusta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...