terça-feira, 29 de outubro de 2013

Translucidez

Não mereço
a lucidez, se,
enquanto a penso
meu irmão sofre sua falta.
O meu castigo
é ser como Blimunda.
É ver a maldade nos corações
É ver a bondade em quem julguei ser somente o mal.

Ser como a mãe que sofre mais
Ser também o filho
Ser também a dor.
Sofrer pelo outro, que é o meu outro.

Ser tão louca quanto.
Ser tão triste e sozinha quanto.
Não mereço.

O espelho que é igual a mim.
Não mereçe.
Sofrer e ver sofrer. Nada poder fazer.

Pedir um perdão quando não há como perdoar.
Pedir perdão a um universo que jamais perdoará.

Meu irmão, me perdoe.
Sei que não há...
Só a tristeza de quem sabe o que se passa.
Me perdoe, por que minha dor não é nada
perto da sua.
E eu, que nunca soube perdoar, jamais poderei pedir perdão.
Ellen Augusta

Um comentário:

  1. Mesmo que você sofra...E se recrimine,que você se culpe,poderá mudar o fato de que as coisas acontecem e estão no destino das pessoas.
    Você e um ser humano e portanto e falho,imperfeito.Se punir e muito natural,porque você e uma pessoa de sentimentos muito intensos.Você não poderia mudar o destino do seu irmão,nem antes nem agora...Eu não poderia mudar o destino do meu filho,ele seria como seria se não tivesse morrido.Seria limitado e mesmo com todo o amor e piedade que eu tivesse,ele passaria pelo que seu Espirito estava fadado a passar,seja por algo no passado Espiritual dele,ou por algo que fiz e nem sei.
    Você,assim como minha filha(caso seu irmão tivesse vivo)não poderia além de sentir muito e tentar fazer o seu melhor,poderiam fazer milagres,ou resolver todas as situações da vida dele..Este era o destino deles e assim vão passar pela vida,sem entender mais que o que Deus permite,sendo as vezes apenas um ser que pode parecer as vezes cruel,mas que esta em um corpo que não lhe permitiu separar o que o bem ou o mal....Apenas vivem conforme lhes e permitido.
    Sabe que trabalhei na APAE,eu ainda tinha 18 anos e foi meu primeiro emprego.
    á estavam todos os tipos de problemas,no principio eu pensava:
    -O que foi que estas mães fizeram para passar por este suplicio de ver o filho assim....Sofrendo deste jeito.
    Depois eu percebi que eram pessoas escolhidas por algum motivo para cuidar destas crianças especiais.
    A diretora da Apae na cidade em que morei,tinha três filhos,e abriu a Apae por causa de um dos filhos,um menininho lindo,mas que tinha um problema mental que se acentuava a medida que crescia,não me lembro qual,mas ele era muito agitado,falante,querido e fazia coisas que nos chocavamos,se ele achasse gatos,filhotes ou não ele maltratava,matava,sem sentir culpa.
    Ele não era mal,cruel ou perverso.Apenas o Celebro dele não lhe emitia um sinal talvez de piedade ou de certo ou errado.Ele apenas seguia e fazia e continuava.Se fosse corrigido na hora,ficava chateado,mas isto não significava que não faria de novo.Nosso corpo e uma máquina que se não funciona adequadamente,emite os sinais errados,ou o estimulo necessário.
    Ela também sofria terrivelmente,assim como todas as mães e fizeram todo o possivel pelos filhos.
    Infelizmente com o passar dos anos o garoto cresceu e o problema se intensificou muito e como a mãe já estava idosa e os filhos casados não tinham como cuidarem dele,que repito era muito dificil,rebelde e agitado,o internaram.
    Foi muito dificil para ela,mas suas energia já estavam esgotadas,ela o trancava no quarto,ele gritava e se agitava,quebrava tudo.....Os irmãos da mesma forma,não tinham como cuidar dele,pois ele era muito conturbado.
    Este ano voltei a cidade onde morei e onde minha irmã ainda mora,e o vi.O irmão o tirou por motivos financeiros e ele andava pela cidade,andando sem rumo,todo sujo e machucado.Os irmãos o pegavam para dar remédio e ele gritava e sofria....
    Sabe que conversando com a mãe dele,ela me disse que entendeu que tudo o que ela pode fazer e ainda podia,ela fazia,mas que nada iria mudar o destino dele,nem quando estava com ela e muito menos agora....
    Sabe que ele nunca esqueceu meu nome? Ele me via depois de anos e me chamava pelo nome,como se tivesse me visto ontem.
    Tão triste,mas tão real.Nos não sabemos de nada,o que fomos,como fomos se existiu outra vida,o que fizemos e como expiaremos os nossos erros.
    Não temos explicações,mas sabemos que existe um motivo e que devemos aprender a conviver com os traumas disso tudo.
    Sua mãe cumpriu a missão dela com ele,e ele esta cumprindo a dele,faça o melhor que puder,mas não ache que ficar se culpando e martirizando pelo que já passou ou virá,vai adiantar,ele vai continuar no mundo dele e pra ele contar com você dentro do que for possível,você precisa estar forte.
    Deusa


    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...