segunda-feira, 16 de setembro de 2013

La loca del mar

Existem poemas que são a nossa vida e existem vidas que são verdadeiros poemas.
A história de La loca del muelle del San Blás foi o que inspirou o cantor da banda mexicana Maná a fazer a música 'En el muelle del San Blás', que é minha preferida da banda.
A história é de uma menina mexicana de 14 anos que perdeu seu noivo que iria de barco ao mar e nunca regressou.
O fato aconteceu em um Verão de 1971, em 13 de outubro, e os historiadores locais afirmam que ocorreu por causa da tormenta tropical Priscilla do Pacífico.
Quando Rebeca Méndez percebeu que seu amor Manuel não regressaria, foi à praia vestida de noiva e ficou dias e dias transtornada. Os habitantes locais, que também haviam perdido pessoas queridas, lhe levavam comida, por pena de sua tristeza. O cantor a conheceu quando a viu vendendo doces, vestida de noiva e, ela lhe contou sua história. Ela morreu em 16 de setembro de 2012, com 63 anos. Eu ouvi a música de madrugada a alguns dias atrás e, por coincidência, hoje, resolvi procurar a música e descobri sua história. Foi uma simples coincidência, daquelas que não existem, pois tudo tem alguma razão, quem saberá?
Por que neste mesmo dia há um ano atrás, 'la loca' havia morrido. No dia 28 de setembro daquele mesmo ano suas cinzas foram jogadas ao mar, era um pedido dela.
Há tantas 'locas del mar', tantas vidas ligadas ao oceano. Tantas histórias e poemas e muita tristeza sentida por quem habita as zonas litorâneas.

Aquela sensível música que me fez chorar tantas vezes, fala dela enraizada ao mar, que lindo! Eu sempre me senti assim, presa do oceano, sempre indo ao seu encontro quando aqui na terra nem tudo é bom.
O oceano é um gigantesco ecossistema, composto de outros tantos ecossistemas menores, mas ele também pode ser considerado um mundo a parte. Pois lá a vida é diferente, nós não conseguimos sobreviver em seu interior e mesmo assim o desejamos tanto, por ser dele que toda a vida na Terra nasceu.
A complexidade biológica e poética desses conjuntos de mares e profundezas nos encanta e nos remete à vida e à morte, pois todos sabemos que o mar sempre nos remete ao fim e ao nascer de tudo. Saudade imensa do mar. Tristeza e emoção ao conhecer a origem dessa linda música e saber que sempre tive dentro de mim um pouco da loca del muelle del San Blás.
Ellen Augusta

Rebeca Méndez

Um comentário:

  1. Uma história onde o amor é também morte. Alguns sentimentos são mesmo muito arrebatadores e nós humanos não sabemos lidar nem dar conta de muitas emoções e sentimentos. É muito triste... Bjos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...