terça-feira, 23 de abril de 2013

Kiko em visita o Brasil - minhas considerações de fã!

Ser fã é algo irracional, claro, sei disso. E neste caso não quero ser racional. Sei também que o objeto de nosso fanatismo é uma pessoa comum, com defeitos e com qualidades. O que torna alguém um ídolo é o carisma que desperta, por conta às vezes de uma coincidência aliada ao talento.
Todos os atores dos seriados de Chespirito se reuniram por uma série de coincidências que tornaram o grupo algo perfeito na composição dos personagens e no humor mundial.
Carlos Villagrán era um menino pobre que sonhava em ser humorista e jogador de futebol. Considero seus personagens os melhores das séries Chapolin Colorado e Chaves, preferindo ainda os outros personagens que o próprio Kiko. Antes de ser comediante ele era fotojornalista. E depois acabou se tornando conhecido como Kiko.
Carlos Villagrán Pirolo, como o chamam no México, por conta de um personagem com este nome que ele tinha, esteve em Porto Alegre e eu pude ver de perto aquele que é um dos ídolos da infância de muita gente.
Nossa infância foi marcada pela estratégia do genial Silvio Santos, em trazer para o Brasil um seriado de gosto duvidoso (sobretudo para os chatos de plantão), mas que acabou contagiando o país inteiro, pois já contagiava o mundo.
Na minha rua todo mundo falava as piadas do Chaves, que inicialmente foi projetado para ser um programa para adultos, pelo teor das conversas... depois acabou chamando a atenção das crianças, por causa das piadas simples e repetidas. É isso mesmo que atrai todos os fãs de Chaves e Chapolin, mas não só. Não vou fazer análise, pois estudos acadêmicos ou não sobre Chespirito e seus personagens existem aos montes.]



 Imagens do show do Kiko em Porto Alegre, 20 de abril de 2013

Fizemos uma foto com ele! Essa foto foi especial, pois pude abraçar ele e dizer o quanto o adoro e admiro seus personagens! Não acredito até hoje que o abracei e o conheci!
 Villagrán e seu dublador aqui no Brasil, Nelson Machado, que deu vida aos personagens de Carlos Villagrán.
A primeira vez que o vi, ele cumprimentou a todos quanto pode na chegada ao Opinião.
Kiko cumprimentando os fãs e a imprensa do SBT.
Kiko cumprimentando os fãs e a imprensa do SBT.
Momentos do show com a banda Chespirito, composta por um dos integrantes do Tequila Baby, que toca as músicas do Chespirito em estilo rock. É muito legal!


Kiko já no palco, fazendo as palhaçadas que já temos costume.





Kiko cumprimentando os fãs e a imprensa do SBT.
Kiko cumprimentando os fãs e a imprensa do SBT.
Kiko cumprimentando os fãs e a imprensa do SBT.
Kiko cumprimentando os fãs e a imprensa do SBT.


Aqui um fã escreveu uma carta em espanhol para ele. Muitos deram presentes e pediram autógrafos...




Obrigada Andressa Pazzini por nos convidar para este show, foi algo realmente especial. A amizade não tem limites! O sonho pode se realizar. Para qualquer outra pessoa, pode ser uma coisa banal, mas só para quem admira muito alguém, o fato de poder conversar com a pessoa, e dizer o quanto ela representa é algo muito especial e positivo! É evidente que Carlos Villagrán sabe o quanto os brasileiros o consideram. E esse afeto é o mais importante. Ver quem admiramos chorar de emoção pelo carinho recebido é muito emocionante. Poder abraçá-lo e dizer a ele que o adoro não tem preço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...