quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Dicas para preparar sua mala de viagem para o litoral




Nesta época do ano, muita gente pensa em apenas uma coisa: viajar! Se você pode viajar, parabéns! Pois é a melhor coisa a se fazer nesta Terra!
Preparei umas dicas, baseada nas minhas experiências de viagens, que são boas...
Use uma mochila. Desta vez, tenho que carregar lençóis e outras coisas, além de roupa.
Em primeiro lugar, pense em 'menos é mais'. Aquelas listas de roupas para viajar sempre são grandes, com coisas como 'uma calça preta, dois pares de tênis', sem condições.

Pense que, se você estiver em uma praia estruturada, poderá comprar algo lá mesmo, contribuindo para o comércio local. (Não seja um turista sugador, como é a maioria dos turistas). Se for para um lugar deserto, aí sim que o menos é mais, pois lá tudo pode ser descontraído e quanto menos lixo produzir, melhor.
Bagagem de mão e mochilita do marido: homem é mais prático...
Na praia, pode-se usar maiôs e biquinis no dia a dia e até mesmo à noite, então para que complicar? Combine maiôs chiques (não gosto de usar maiô na beira da praia, somente na cidade, para passear), com shorts, bermudas, saias, o que for. Ou use apenas ele, por que não?

Leve bastante acessórios, lenços e coisas pequenas, se quiser. Para simplificar, levarei uma camiseta, dois shorts, um casaco e uma camisa que usarei como saída de praia. E muitos biquinis e maiôs, pois estes podem ser usados como roupa, poupando espaço e fazendo moda!

Para os pés: um chinelo Havaianas (e vou me dar de presente um chinelo da Coca Cola, a marca de roupa mais linda que conheço), alpargatas e só. Se chover, uso os chinelos. Não me apego mesmo em sapatos, pois praia é descontração.

Se pintar uma festinha ou um bar, para que ir de salto? Dance com tênis, é muito mais prático. Como minha ideia é levantar cedo e curtir o mar, é chinelagem e só.

Para arrumar a mala do marido não tem erro, pois no caso é só uma camisa, cuecas, carregador de celular e algo mais. Mais prático impossível.


Não esqueça de levar remédios essenciais, celular com crédito e bateria carregada, carregadores, dinheiro e documentos.

Vá de ônibus. É mais seguro e mais divertido. Leve um radinho para ouvir. Eu PRECISO levar meu rádio de ondas curtas, pois não vivo sem e o MP3 cheio de músicas.

A principal dica é: a bagagem deve ser algo que deixe suas mãos livres e que não seja muito pesado. Se for para locais que não conhece, informe-se bem antes, para não ter surpresas desagradáveis.

Viaje sozinho ou com companhia agradável. Ir com gente sem noção, encontrar galera no caminho, gente que nem conhece, é complicado. Nada contra, mas só me dou o luxo de viajar com quem merece minha companhia. E não tem nada mais chato do que aquela amiga sem noção que some na praia, ou que usa tuas coisas sem repor, brigas de galeras, brigas de casais, bebedeira e a gente naquela saia justa, pois estamos longe de casa. Enfim, já passei por isso e... nunca mais. A vida adulta tem a vantagem de que hoje, mais adultos, podemos escolher melhor.

Para os veganos: prepare-se e informe-se se no local onde vai há opções. Se não houver, lamento, mas terá de levar coisas para comer, improvisar... cuide para não passar mal. Praias das regiões mais quentes do país são famosas por causar dores de barriga e infecção intestinal... Os veganos são mais sensíveis, então, cuide-se.

Fuja de praias onde acontecem as 'farras do boi', vaquejadas, rodeios, etc... Não adianta dizer que adora o lugar. Se você é vegano, não banque isso. Já é complicado o Verão para o vegano, ir para praia com aquele fedor de peixe, veranistas desinformados, sujando tudo, violência contra os animais à luz do dia, evite esses lugares. Procure lugares mais amenos, devem existir.
Ellen Augusta 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...